Você está aqui
Home > UPDATE > Dirigimos o off road Stark, da TAC Motors: leve e bruto

Dirigimos o off road Stark, da TAC Motors: leve e bruto

O Stark é vendido a partir de R$ 115 mil

Scheilla Lisboa

Portal Auto Mulher

scheilla@portalautomulher.com.br

Melhor definição para o off-road compacto 4×4 Stark: bruto. Fui à cidade de Socorro, interior de São Paulo, no Parque Vale das Pedras, para vivenciar o off road da TAC Motors. O ambiente estava propício: natureza, caminho com diferentes obstáculos e um veículo apropriado. Foram duas experiências: uma no banco do passageiro e, a outra, no volante.

Em uma trilha com considerável nível de dificuldade e destinada aos motoristas mais técnicos, nem me atrevi a pedir para dirigir; sentar no banco da direita já foi mais que suficiente para elevar a adrenalina. Neste caso, o STARK foi equipado para trilhas, onde o que vale é o desempenho do carro, e não a velocidade. O motorista avançava devagar e analisava a dificuldade à frente e a melhor forma de usar o veículo para enfrentá-la. O 4×4 passou com garra em barrancos, grandes pedras, terreno com irregularidades severas, subidas íngremes e até um pequeno rio.

Volante com regulagem de altura, odômetro digital, conta-giros, tomada 12 V e painel multifuncional.

O instrutor do carro ressaltou a performance e o conforto do carro, também no asfalto, e contou que naquele dia havia dirigido mais de 750 quilômetros e que não estava cansado. Esta característica se deve, principalmente, ao fato de a suspensão das quatros rodas ser independente; ou seja, cada roda absorve de forma individual as colisões, solavancos, buracos e inconstâncias da superfície da estrada, diminuindo a oscilação e melhorando a dirigibilidade.

Com meu espírito aventureiro, não poderia sair de lá sem “pilotar”, sem sentir na mão o controle. Para isso, estava à disposição um modelo do carro minuciosamente transformado para competição. Nele, a velocidade era um imperativo. Em uma estrada de terra e também no asfalto, percebi a leveza, a agilidade e estabilidade do veículo.

Para se ter ideia, é o fora-de-estrada à diesel mais leve do mundo, com 1.635 kg. Além disso, tem maior altura livre do solo e a melhor distribuição de peso entre eixos, o que permite maior tração em situações adversas.

A novidade de 2018 é a versão Black Cover, com tecnologia de ponta, alta performance, design de formas curvilíneas, boa aerodinâmica e visual esportivo. O novo modelo chega aprimorado em relação a última versão, com itens de fábrica como teto preto, banco de couro, kit Multimídia com câmera de ré, pneu 265 75 R16, roda de Liga Leve diferenciada, snorkel, bagageiro de teto, alarme Positron, encosto de braço e homocinética High Torque.

O carro tem transmissão em 5 velocidades sincronizadas, freios a disco, 8 amortecedores, 4 chassis tubulares de alta resistência que integram sua gaiola de proteção (e são fáceis de serem substituídos) e tanque de combustível com capacidade para 70 litros. Os itens de série são: direção hidráulica, ar condicionado, vidros e travas elétricas, cinto com três pontas para todos os ocupantes, farol de neblina, porta-objetos, banco traseiro rebatível, retrovisores externos elétricos com luzes integradas, volante com regulagem de altura, odômetro digital, conta-giros, tomada 12 volts e painel multifuncional.

A carroceria tem quatro assentos individuais e é formada por paineis de material composto com resina reforçada de fibra de vidro e plástico de engenharia. O motor é o F1A, um 2.3 L 16V Turbodiesel Intercooler, conhecido como multijet economy e fornecido pela FTP – Powertrain Technologies. São 4 cilindros e injeção direta common-rail, com geração de 127 cv a 3.600 rpm e torque de 30,6 kgfm a 1.800 rpm, em uma ótima relação peso x potência e que envolve excelente desempenho, baixo consumo e redução de índices de emissões poluentes. O carro faz 11 km/l em uso urbano e até 13 km/l na estrada.

Os opcionais são base para instalação de guincho, rack, snorkel, skid plate metálico, volante revestido em couro e teto solar.

O Black Cover é vendido a partir de R$ 115 mil, nas cores branca, amarela, verde, vermelha, preta, azul, vinho e laranja Atacama, entre outras. Sob encomenda, os carros são entregues em cerca de 90 dias.

A atual estratégia de atendimento e vendas da TAC Motors se dará por cinco distribuidoras regionais – Sudeste, Sul, Centro-Oeste, Norte e Nordeste. Com um novo conceito de concessionária, o primeiro Stark Point – onde a proposta é ter uma experiência off-road completa – fica em Belo Horizonte e, por enquanto, é a única distribuidora para todos os estados brasileiros. A unidade de São Paulo está em fase de estruturação com previsão para começar a operar no 2º semestre deste ano.

Conheça as redes sociais do Portal Auto Mulher

Instagram: @portalautomulher

Facebook:: www.facebook.com/portalautomulher/

Curta agora mesmo nossa página no Facebook

 

Deixe uma resposta

Top