Você está aqui
Home > SEGURANÇA > Como reduzir as chances de sermos abordadas por bandidos no trânsito

Como reduzir as chances de sermos abordadas por bandidos no trânsito

Bete Carriço

Portal Auto Mulher

bete@portalautomulher.com.br

Por mais que o dia a dia nos faça esquecer que o Brasil é um dos países mais violentos do mundo, temos que reconhecer a nossa realidade. Para isso, precisamos estar atentas e tentar reduzir as chances de sermos abordadas enquanto estamos na direção do carro.

No Manual de Segurança  da Secretaria de Estado da Segurança Pública, de São Paulo,  podemos encontrar inúmeras circunstâncias de perigo, quando ao volante, e que nos deixam vulneráveis sem nos darmos  conta. Deixar de prestar atenção ao que acontece ao nosso lado pode facilitar a ação de quem só espera a nossa distração para agir.

Somente nos quatro primeiros meses do ano, segundo dados da SSP, aconteceram  87.491 roubos diversos e 18.769 roubos de veículos. O número de furtos variados foi de 172.154 e de veículos, 33.559. Lembrando que a diferença entre roubo e furto é o contato do infrator com a vítima, violência ou ameaça. No furto não há contato com a vítima.

Segundo a Polícia Militar do Estado de São Paulo, nunca, de forma alguma, devemos  reagir diante do infrator. É preciso manter a calma, não discutir ou encarar. Indicar cada movimento e, se possível,  memorizar as características pessoais, trajes, gírias, entre outros.

Seguem, abaixo, algumas das principais orientações fornecidas pela  Polícia Militar  e outras extraídas do Manual de Segurança da Secretaria de Segurança Pública. Caso queira consultar todas as orientações  que constam do manual sobre o tema,  é só acessar o link abaixo. Vale a pena se informar.

http://www.ssp.sp.gov.br/servicos/manual-seguranca.aspx

Conheça as redes sociais do Portal Auto Mulher

Instagram: @portalautomulher

Facebook:: www.facebook.com/portalautomulher/

Curta agora mesmo nossa página no Facebook

 

 

Deixe uma resposta

Top